terça-feira, 30 de março de 2010

Abrasus realiza 1º Ciclo de Palestras e homenageia ex-presidente

Fonte: ABRASUS - 29 de março de 2010.

O psiquiatra e diretor do Sindicato Médico do RS (SIMERS), Bruno Costa, abriu o 1º Ciclo de Palestras da Associação Brasileira de Usuários de Serviços e Planos de Saúde (Abrasus), realizado no último dia 25 março. Para uma sala lotada na sede da entidade, ele falou sobre “Assistência à Saúde Mental pelo SUS”, com falta de leitos e de incentivos. Cada participante entregou um litro de leite, que será doado a Sociedade Porto-Alegrense de Auxílio aos Necessitados (Spaan).

A tarde também foi de homenagens. A secretária-geral do Sindicato, Ana Maria Martins, entregou uma placa para a primeira presidente da Abrasus, Iara Trovão, destacando o trabalho pioneiro na luta para assegurar direitos previstos na Constituição à comunidade. A atual presidente da entidade, Carmem Lia Marino, reforçou a atuação da Abrasus, que hoje oferece apoio técnico e jurídico para pacientes buscarem medicamentos, cirurgias, consultas e exames que devem ser fornecidos pelo SUS.

quinta-feira, 25 de março de 2010

Estresse no ambiente de trabalho pode causar até diabetes

Estudo associa complicações de saúde decorrente de tensão laboral

Fonte: Site Zero Hora - 25 de março de 2010.

O estresse experimentado por pessoas em decorrência do seu trabalho pode aumentar o risco de doenças no coração e até diabetes. Segundo novo estudo publicado na revista científica British Medical Journal, é possível observar a relação entre o processo biológico e problema no ambiente laboral.

Mais de 10 mil trabalhadores com idades entre 35 e 55 anos foram acompanhados durante 14 anos para a coleta de dados. Nesse período, os pesquisadores avaliaram os fatores ligados à síndrome metabólica, tais como obesidade, pressão alta e níveis de colesterol. Também foram levados em conta eventuais hábitos comprovamente danosos à saúde, como fumo, sedentarismo e bebida alcólica.

O estudo relata que homens com estresse crônico decorrente do emprego eram duas vezes mais propensos a desenvolver a síndrome em comparação com pessoas que não sofriam esse mesmo estresse. Nas mulheres o número de ocorrências não foi tão alto

Em adição aos resultados sobre a saúde masculina, foi comprovado que os homens também tinham outros mais hábitos associados ao estresse, como dietas pobres em elementos necessários, além de tabagismo, álcool e outras drogas. Uma das explicações dadas no estudo é que a exposição contínua ao estresse no trabalho pode afetar o sistema nervoso.

Com informações do British Medical Journ

segunda-feira, 22 de março de 2010

Estados Unidos - Aprovação da reforma de saúde amplia plano estatal para 46 milhões de americanos

Debatido durante todo o dia e aprovado no final da noite de ontem por congressistas americanos, o polêmico projeto de reforma do sistema de acesso à saúde nos Estados Unidos reforça a presença do Estado em um setor que representa 16% do Produto Interno Bruto (PIB)

Fonte: Site Zero Hora - 22 de março de 2010.

Além de mudar o modo de acesso dos americanos à assistência médica, o projeto de reforma da saúde aprovado ontem pelo Congresso dos EUA marca uma alteração substancial do ponto de vista ideológico. O programa alinhavado pela administração de Barack Obama, que foi votado pouco antes da meia-noite, representa uma intervenção do governo em parte importante da vida e da economia americana – o que não é pouco para os padrões liberais dos EUA e deverá pautar as próximas eleições.

O gasto de todo o país em saúde, incluindo fontes governamentais e privadas, alcança US$ 2,3 trilhões – fatia de nada menos do que 16% do farto PIB americano. Apesar disso, um número estimado entre pouco mais de 30 milhões e 46 milhões de pessoas ainda não contava com qualquer forma de assistência médica garantida. Os sem-cobertura são formados por pessoas que não se enquadram nos principais programas governamentais – que se limitam a beneficiar idosos ou a camada mais pobre da população – e não têm dinheiro suficiente para custear um plano privado.

Mesmo assim, a proposta de Obama de criar um sistema praticamente universal, capaz de atender a até 97% da população ao longo dos próximos anos, é vista com desconfiança por opositores, parte da população e até de uma fração de seu próprio partido, o Democrata. Segundo um levantamento do Pew Research Center, 38% da população se disse favorável à reforma, enquanto 62% eram contra ou não souberam responder.

– É que o projeto de Barack Obama é uma intervenção do Estado, e os americanos não têm cultura de aceitar isso – avalia o professor de Relações Internacionais da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Paulo Visentini.

Embora a polêmica possa parecer estranha para os brasileiros já acostumados à abrangência do Sistema Único de Saúde (SUS), que instaurou no país a universalização do atendimento gratuito, Visentini lembra que qualquer iniciativa subsidiada pelo governo soa como um alarme entre os americanos. Por isso, a reforma chegou a ser chamada de “socialista” por seus detratores, termo considerado pejorativo por amplos setores do país, por aumentar a presença estatal na economia.

A despeito da polêmica, a especialista em Relações Internacional da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) Miriam Saraiva diz que a iniciativa revela reversão histórica em relação ao “liberalismo arraigado” de presidentes como Ronald Reagan e a família Bush. Por isso, deverá pautar as eleições de novembro para o Congresso.

– Isso deverá ser explorado politicamente – avalia (leia entrevista ao lado).

No início da noite, os Democratas já haviam anunciado ter certeza da aprovação do programa. Em uma votação inicial sobre as regras do processo, venceram a oposição por 224 votos a 206 – o mínimo necessário era de 216 votos. Para ser definitivamente (oficialmente) aprovado, o projeto ainda será encaminhado para sanção da Casa Branca.

Entrevista: “Sinalização para o mundo”

Professora de Relações Internacionais da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Miriam Saraiva acredita que a reforma da saúde proposta por Obama marca uma mudança no pensamento liberal hegemônico nos Estados Unidos – embora não signifique uma ruptura radical. Confira a entrevista concedida ontem à noite a ZH:

Zero Hora – Qual o impacto das mudanças na área da saúde na mentalidade dos americanos?

Miriam Saraiva – A mentalidade americana é muito liberal. Identifica qualquer intervenção na economia como afronta ao liberalismo.

ZH – Houve restrições até de outros democratas.

Miriam – Quando a proposta foi colocada em votação, teve restrição dos republicanos e de alguns democratas que a veem como um avanço demasiado. Embora, se formos comparar, é pouco intervencionista em relação ao SUS, por exemplo. Mesmo assim, causou problema. Mas o frisson vai passar.

ZH – A implantação do sistema pode acirrar a oposição a Obama?

Miriam – Acho que sim. Qualquer medida nova, que seja um desafio, está sujeita ao êxito ou ao fracasso. Se não for exitosa a princípio, abrirá espaço para muita crítica. Se o sistema não estiver consolidado, será um telhado de vidro para Obama na próxima eleição. Mas acho que terá uma recepção positiva entre a população devido ao grau de desamparo atual.

ZH – A mudança pode trazer reflexos para o resto do mundo?

Miriam – Acho que a mudança não vai deixar os Estados Unidos mais protetores do que muitos outros países já são, na América Latina ou na Europa, onde o bem-estar social é muito arraigado. Mas é uma espécie de sinalização para o mundo. Depois de um Reagan e dois Bush, que apontavam para o liberalismo como a melhor opção para tudo, agora se pensa mais em termos de bem-estar. Desmonta um pouco o discurso liberal, embora não desmonte o liberalismo na prática. Acredito que os Estados Unidos deixam de ser vistos como um exemplo exitoso do liberalismo nessa área.

Cerca de 40% das grávidas atendidas pelo SUS não fazem teste de HIV

Pelo menos 10,2 mil crianças brasileiras com até cinco anos estão com o vírus contraído da mãe

Fonte: Site Zero Hora - 22 de março de 2010.

Conforme o levantamento do Fundo Global de Luta contra Aids, 40% das grávidas atendidas pelo SUS não fazem teste para detectar o vírus HIV.

Atualmente, pelo menos 10,2 mil crianças brasileiras com até cinco anos estão com o vírus contraído da mãe. Nos últimos 15 anos, 3,7 mil crianças morreram por causa da doença no país.

terça-feira, 2 de março de 2010

Ministro da Saúde: "nós só vamos ficar tranquilos quando tivermos uma vacina"

Imunização contra dengue só deve começar em cinco anos

Fonte: Site Zero Hora - 2 de março de 2010.

Em visita a Porto Alegre na manhã desta terça-feira para conhecer o projeto para as obras do Hospital da Restinga, o ministro da Saúde José Gomes Temporão falou sobre o surto de dengue no Estado. Em entrevista ao Gaúcha Atualidade, na Rádio Gaúcha, Temporão disse que o surto não é surpresa para o governo e que só ficará tranquilo quando a população estiver imune à doença.

Temporão afirmou que a vacina contra a dengue ainda deve levar 5 anos para ficar pronta. As doses estão sendo desenvolvidas pela Fiocruz em parceria de um laboratório britânico.

- Sabemos que esta é uma doença difícil de combater. Temos que lançar mão do que nós temos de conhecimento hoje, que é o combate, mobilização, educação e formação - conclui o ministro.

A maioria das cidades afetadas já apareciam no levantamento do Índice de Infestação Predial de novembro do ano passado segundo Temporão. Ele lembrou que as altas temperaturas e o grande volume de chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul contribuíram com surto:

- Com as altas temperaturas o ciclo do mosquito é reduzido pela metade. O que levaria 15, leva sete dias. Isso acelera a velocidade reprodução do vetor.

O ministro da Saúde visita ainda hoje o local da construção do Hospital da Restinga.

segunda-feira, 1 de março de 2010

Secretaria de Saúde confirma 519 casos de dengue em Ijuí

Anúncio foi feito por meio de nota

Fonte: Site Zero Hora - 1 de março de 2010.

O Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS), da Secretaria Estadual da Saúde, divulgou neste domingo um novo relatório sobre os casos de dengue em Ijuí. Segundo o estudo, já são 519 casos confirmados.

O número divulgado neste domingo, por meio de uma nota, é referente a um levantamento que está sendo feito desde o dia 22 de fevereiro.

Além disso, um caso de dengue hemorrágica já foi confirmado na cidade na última sexta-feira.

Postagens Populares

Vídeos da Abrasus

Loading...

3º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2012

Abaixo, fotos do 3º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2012.



PALESTRA "TUBERCULOSE, CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS"

PALESTRA "TUBERCULOSE, CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS"

PALESTRA "FRATERNIDADE E SAÚDE PÚBLICA"

PALESTRA "FRATERNIDADE E SAÚDE PÚBLICA"

2º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2011

Abaixo, fotos do 2º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2011.

PALESTRA "CÂNCER DE MAMA: PREVENÇÃO, TRATAMENTOS E DEPOIMENTOS"

PALESTRA "CÂNCER DE MAMA: PREVENÇÃO, TRATAMENTOS E DEPOIMENTOS"

PALESTRA "FRAGILIDADE NA TERCEIRA IDADE"

PALESTRA "FRAGILIDADE NA TERCEIRA IDADE"

PALESTRA “DIABETE E SEXUALIDADE”

PALESTRA “DIABETE E SEXUALIDADE”
Evento realizado em 27 de outubro de 2011.

PALESTRA "CENTROS DE REFERÊNCIAS PARA DOENÇAS REUMATOLÓGICAS NO SISTEMA PÚBLICO"

PALESTRA "CENTROS DE REFERÊNCIAS PARA DOENÇAS REUMATOLÓGICAS NO SISTEMA PÚBLICO"
Evento realizado em 28 de setembro de 2011.

PALESTRA “HEPATITES”

PALESTRA “HEPATITES”
Evento realizado em 17 de junho de 2011.

Palestra "A Importância do Exercício Físico Para a Qualidade de Vida"

Palestra "A Importância do Exercício Físico Para a Qualidade de Vida"
Evento realizado em 7 de abril de 2011.

1º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2009-2010

Abaixo, fotos do 1º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2009-2010.

Palestra ABRASUS - O que "É" e O que "FAZ"

Palestra ABRASUS - O que "É" e O que "FAZ"
Último evento do 1º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2009-2010, realizado em 25 de novembro de 2010.

Palestra "Atribuições da Defensoria Pública da União"

Palestra "Atribuições da Defensoria Pública da União"
Evento realizado em 30 de setembro de 2010.

Palestra "Fumo: As Razões da Abstinência"

Palestra "Fumo: As Razões da Abstinência"
Evento realizado em 5 de agosto de 2010.

Palestra "Proteja-se Contra o Câncer"

Palestra "Proteja-se Contra o Câncer"
Evento realizado em 27 de maio de 2010.

Palestra "Assistência à Saúde Mental Pelo SUS"

Palestra "Assistência à Saúde Mental Pelo SUS"
Evento realizado em 25 de março de 2010.

Palestra "Cuidadores de Idosos"

Palestra "Cuidadores de Idosos"
Evento realizado em 19 de novembro de 2009.

Mais Eventos

Abaixo, fotos de outros eventos realizados pela Abrasus e eventos que contaram com a participação da Entidade.

ABRASUS em nova sede

ABRASUS em nova sede
Evento realizado em 25 de maio de 2009.

Iara Trovão - Presidente à época - apresentando a Associação.

Entrevista com o Vereador Reginaldo Pujol.

Entrevista com Ivo Fortes - Conselheiro Suplente da ABRASUS.

ABRASUS vai a Natal - RN em dez/2008

ABRASUS vai a Natal - RN em dez/2008
Reunião com Associações congêneres no Hospital Psquiátrico Prof. Severino Lopes.

Iara Trovão - Presidente à época - apresentando a Abrasus.

Público que prestigiou o evento.

Dra. Rosane Rempel apresentando o Jurídico da Abrasus.

Presidente do Sindisaúde de Natal comentando sobre o evento.