sexta-feira, 28 de outubro de 2011

O Médico Thiago Duarte alerta para os perigos do diabetes

Fonte: ABRASUS - 28 de outubro de 2011.

O médico Thiago Duarte alertou para os perigos do diabetes, em palestra com auditório da Abrasus lotado, no dia 27 de outubro. A doença atinge 10% da população brasileira e se desenvolve de maneira “silenciosa”, ou seja, seus sintomas muitas vezes passam despercebidos. “Os sinais de alerta são a necessidade freqüente de urinar, principalmente à noite, a sede excessiva e o aumento do apetite”, disse.


Segundo Duarte, os últimos estudos mostram que o aumento dos casos de diabetes (deficiência na produção de insulina) tem muito a ver com a alimentação inadequada do indivíduo, rica em gorduras e carboidratos. “O paciente não precisará se privar toda a vida do que gosta de comer, mas ele passa a ser protagonista do seu tratamento ao ter de obedecer uma dieta cuidadosa”, disse. Os fatores de risco do diabetes são a obesidade, a hereditariedade, o sedentarismo, a hipertensão e o uso contínuo de medicamentos à base de cortisona.


A importância da prevenção e do tratamento adequado, salientou o médico, se dá na medida em que a doença traz graves conseqüências: problemas cardiovasculares, com perda de sensibilidade, visão borrada, e riscos de amputações dos pés e pernas. “Recomendamos, acima de tudo, a realização de exercícios regulares como grande prioridade”, relatou.


Ao final, o médico respondeu a diversas perguntas do público, a respeito dos ricos de impotência no diabético, o perigo da ingestão de álcool, a dificuldade dos homens em procurar o consultório do especialista, entre outras.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Médicos do SUS alertam para situação caótica na área pública

Fonte:  Site Jornal do Comércio - 26 de outubro de 2011.

Sacudir o País para mostrar aos gestores públicos que algo precisa ser feito com urgência para mudar o cenário da saúde pública no Brasil. Esse foi o mote de uma série de manifestações realizadas ontem em todo o País, organizadas pela Federação Nacional dos Médicos (Fenam), Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Médica Brasileira (AMB).

"Vivemos uma situação caótica, estamos vendo as pessoas morrerem em filas e em corredores à espera de atendimento. É preciso sacudir o País e, ainda mais, o nosso Estado, que é o quinto mais rico e o que, vergonhosamente, menos investe em saúde", afirma o presidente do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers), Paulo de Argollo Mendes.

Conforme ele, 18 mil profissionais médicos atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no Estado, sendo cerca de 1,1 mil destes em Porto Alegre. Argollo argumenta que os baixos salários pagos pelas prefeituras têm afugentado os médicos do atendimento público. "Tem prefeitura que faz concurso para fingir para a população que está preocupada com a saúde de seu município, mas oferece R$ 900,00 de salário por mês por seis horas diárias", diz. O piso nacional dos médicos definido pela Fenam é de R$ 9,2 mil para 20h semanais.

A manifestação do presidente do Simers ocorreu em um ato público realizado na tarde de ontem na Câmara de Vereadores de Porto Alegre. A terça-feira foi marcada pela paralisação das atividades dos médicos que atendem pelo SUS. A paralisação, que estava programada para ocorrer em todo o País, não teve grande adesão na Capital, mas, conforme o Simers, cada médico teve seu próprio modo de alertar a população. O quadro da ausência de médicos, principalmente especialistas, na rede pública de saúde é exemplificado pelo número de reumatologistas em Porto Alegre. "Toda a rede ambulatorial pública de Porto Alegre possui dois reumatologistas. Se fossem 200 ainda seria pouco, mas são dois", observa.

A presidente da Câmara de Vereadores de Porto Alegre, Sofia Cavedon, saudou a iniciativa das entidades e criticou a participação dos governos que comandaram o Estado. "No momento em que os municípios assumiram a saúde, tivemos uma omissão dos estados. Em Porto Alegre, o passivo de atendimento à população é criminoso", destacou. Conforme ela, o Rio Grande do Sul deixou de fazer uma gestão estadual da saúde, e, sem isso, a injeção de mais recursos não surtirá o efeito desejado.

Representando a Federação dos Hospitais do Estado (Fehosul), o deputado estadual Pedro Westphalen (PP) ressaltou a necessidade de mais dinheiro para o setor. "Hoje são os médicos, amanhã serão os enfermeiros, depois os técnicos. Estamos chegando a um limite. Falta investimento na saúde", enfatizou. O parlamentar também focou a fuga de profissionais do SUS como um problema. "Os médicos estão fugindo do sistema público porque não conseguem atender com dignidade. Além disso, cerca de R$ 2,00 a consulta com clínico geral e R$ 10,00 com especialista, não há como manter médicos na rede", ressaltou.

O ato também contou com a presença de representantes do Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul (Cremers), da Associação Médica do Rio Grande do Sul (Amrigs), da Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do Estado, entre outras entidades.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Abrasus percorre postos de saúde do Partenon

Fonte: ABRASUS - 25 de outubro de 2011.
 
No dia 25, a Abrasus percorreu, junto com a Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Cãmara Municipal de Porto Alegre (Cosmam), três postos de saúde do Partenon: a Estratégia de Saúde da Família (ESF) Ernesto Araújo, a Unidade Básica São José e o Centro de Saúde Vila Vargas. Representou a entidade sua conselheira Neci Cardoso Bastos e a colaboradora Eleine Gonçalves Ruiz.
 
O primeiro posto a ser visitado foi a ESF Ernesto Araújo. Lá existem três equipes, compostas por três enfermeiros, seis técnicos de enfermagem, um médico, um dentista e seis agentes comunitários. A necessidade mais urgente é de, pelo menos, mais um médico. No Centro Municipal de Saúde Vila Vargas, também faltam profissionais, e há problemas de saneamento básico. Muitos usuários não têm luz ou água. Uma nova unidade será construída em área próxima, num loteamento na Chácara do Pinheiro. O último local visitado pelo grupo foi a UBS São José. A estrutura física da unidade é precária.
 

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

ABRASUS no programa Atividade SIMERS

Fonte: ABRASUS - 24 de outubro de 2011.

Matéria sobre a ABRASUS, que foi ao ar no Programa Atividade SIMERS, dia 20/10/2011, ás no canal 20 da Net.

Médicos da rede pública vão parar atendimento amanhã

Fonte:  Site Yahoo Notícias - 24 de outubro de 2011.

Os médicos que atendem na rede pública em todo o País prometem interromper o trabalho e realizar várias manifestações amanhã. O movimento é composto por representantes do Conselho Federal de Medicina (CFM), da Associação Médica Brasileira (AMB) e da Federação Nacional dos Médicos (Fenam). Os médicos querem chamar a atenção das autoridades e da população para os problemas que afetam o setor e que, segundo essas entidades, comprometem a qualidade do atendimento, como a baixa remuneração e as más condições de trabalho.

Já estão confirmadas a suspensão do atendimento em 12 Estados: Bahia, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rondônia, Espírito Santo, Rio Grande do Norte, Maranhão e Sergipe.

Em outros quatro Estados (Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo), estão previstas a realização de manifestações públicas. Inclusive, são esperadas paralisações localizadas (um hospital, um centro de saúde, um ambulatório) em algumas regiões.

Nos Estados em que se optou pela paralisação, serão suspensos os atendimentos eletivos (consultas, exames, cirurgias e outros procedimentos). No entanto, ficará assegurado o trabalho nas unidades de urgência e emergência. No início do mês, o Conselho Federal de Medicina determinou aos Conselhos Regionais (CRMs) o envio de correspondências aos gestores públicos (secretários de saúde e diretores técnicos e clínicos de estabelecimentos de saúde) com um alerta sobre o movimento.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Reincidência de câncer de mama é 16% menor em pacientes que fazem radioterapia

Pesquisa avaliou 11 mil mulheres no estágio inicial da doença e que não fizeram cirurgia de retirada da mama

Fonte:  Site Zero Hora - 21 de outubro de 2011.

Uma pesquisa analisou a eficiência do tratamento pós-operatório de câncer de mama com radioterapia em 11 mil pacientes com a doença em estágio inicial. O objetivo era verificar se a radioterapia reduz a reincidência do câncer em mulheres tratadas sem a cirurgia de retirada da mama. Entre as que foram submetidas à radioterapia, a reincidência foi 16% menor.

Conforme os resultados da pesquisa, divulgados na revista médica Lancet, os benefícios da radioterapia no pós-operatório das pacientes são significativos e a técnica poderia reduzir o número de mortes por causa do câncer de mama. Apenas 16% das pacientes que fizeram o tratamento radioterápico tiveram retorno da doença, enquanto entre as demais a taxa de reincidência chegou a 35%.

No Brasil, o câncer de mama provoca mais de 11 mil mortes por ano, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca).

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Brasil vai dobrar produção de medicamento para tratar doença de Chagas

Aumento foi solicitado por instituições internacionais para atender à demanda global

Fonte:  Site Zero Hora - 20 de outubro de 2011.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou nesta quarta-feira que o Brasil vai dobrar sua produção anual de benzonidazol, medicamento usado para tratamento da doença de Chagas. Com a decisão do governo federal, o Brasil produzirá 3,2 milhões de comprimido todo ano, em vez dos 1,2 milhão fabricados atualmente.

O aumento da produção foi pedido por organismos internacionais, como a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), para atender à demanda global pelo medicamento. Desde 2008, o Brasil é o único produtor do medicamento no mundo.

— O Brasil vai assumir toda a demanda do medicamento para tratamento da doença de Chagas, solicitada pela Organização Pan-Americana de Saúde e Organização Mundial de Saúde. Já vínhamos garantindo isso como único produtor nacional, por intermédio de uma parceria do Ministério da Saúde com um laboratório público do estado de Pernambuco. Nós já vínhamos cumprindo toda a demanda solicitada e recebemos novo pedido para aumentar [a produção] — afirmou.

Este ano, o Ministério da Saúde fará uma entrega imediata de 225 mil comprimidos para a organização internacional Médicos sem Fronteiras, a fim de que possam ser atendidos os casos mais urgentes. Mais 3,2 milhões serão entregues até o final de dezembro.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Abrasus e Cosmam visitam postos do Leste/Nordeste

Fonte: ABRASUS - 19 de outubro de 2011.

A Abrasus visitou no dia 18, junto com a Comissão de Saúde e Meio Ambiente (Cosmam) da Câmara Municipal, três postos da gerência Leste/Nordeste: a Unidade Básica de Saúde (UBS) Morro Santana, as Estratégias de Saúde da Família (ESFs) Tijuca e Vila Brasília. Os principais problemas encontrados foram a falta de funcionários para a realização de serviços administrativos e as demandas reprimidas em traumatologia e oftalmologia.

Na UBS Morro Santana, a recepção, o atendimento na farmácia e as tarefas burocráticas são feitas por enfermeiros. Dificuldade semelhante enfrenta a ESF Vila Brasília, que conta com uma equipe de PSF e atende uma população de 4.200 pessoas em um prédio pequeno. Não há salas para agentes, a triagem é feita na farmácia, e falta sala para serviços administrativos ou de vacinas.

Na ESF Tijuca, responsável por prestar assistência a uma população de 6,2 mil pessoas, a equipe está incompleta. É preciso contratar três agentes de saúde.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Médico: parabéns pelo seu dia

Fonte: ABRASUS - 18 de outubro de 2011.

A Abrasus aproveita a passagem do Dia do Médico para saudar todos aqueles que escolheram dedicar suas vidas a tratar e a curar os males das pessoas. Mesmo que a profissão se resumisse a isso, já seria necessária e justa a homenagem. O médico, entretanto, faz mais. Ouve, conforta, pondera, acalma, e luta por você.


Muitas vezes, atua em meio a hospitais lotados, postos de saúde precários, na calada da noite, em dias chuvosos. Ele está na ponta de um sistema de saúde que, gigante em seus propósitos e abrangência, mostra-se fraco em cumprir com suas metas, não por culpa sua.

A Abrasus, em nome dos pacientes, reconhece aqui a importância desse profissional na sociedade e o seu esforço em exercer a arte da Medicina da melhor maneira possível.


segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Justiça mantém decisão da Anvisa que proibiu venda de remédios para emagrecer

Conselho Federal de Medicina entrou na Justiça na última quinta-feira contra proibição da venda de emagrecedores anfetamínicos

Fonte:  Site Zero Hora - 17 de outubro de 2011.

O juiz Novély da Silva Reis, da 7ª Vara Federal do Distrito Federal, negou na última sexta-feira o pedido do Conselho Federal de Medicina (CFM) para liberar a venda de remédios para emagrecer, cuja comercialização foi proibida recentemente pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Ainda cabe recurso ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

A anfepramona, o femproporex e o mazindol são substâncias usadas para auxiliar no tratamento contra a obesidade. O CFM defende o uso dos medicamentos como auxiliares no tratamento de pacientes obesos e pede o fortalecimento de mecanismos de controle de uso com supervisão de médico qualificado.

A decisão da Anvisa proíbe os médicos de prescrever os remédios com anfetamina na fórmula e a determina a suspensão da fabricação da substância no país, além de cancelar os atuais registros. A Anvisa deu dois meses para que farmácias e drogarias retirem os produtos das prateleiras.

Proibição dos anfetamínicos

A determinação estabelece que os anfetamínicos, usados há mais de 30 anos no Brasil, estão proibidos de serem prescritos pelos médicos e fabricados no país, além de os registros atuais serem cancelados. As farmácias e drogarias terão dois meses para retirar os produtos das prateleiras.

Sibutramina

O uso da sibutramina também será controlado. A prescrição e o aviamento de medicamentos ou fórmulas medicamentosas que contenham a sibutramina, respeitada a dosagem máxima estabelecida na resolução, deverão ser realizados por meio da Notificação de Receita B2.

De acordo com a resolução, a sibutramina é contraindicada a pacientes com histórico de diabetes tipo 2, doença arterial coronariana (angina, história de infarto do miocárdio), insuficiência cardíaca congestiva, taquicardia, doença arterial, arritmia ou doença cerebrovascular, hipertensão, pacientes com idade acima de 65 anos, crianças e adolescentes; com histórico ou presença de transtornos alimentares, como bulimia e anorexia; ou em uso de outros medicamentos de ação central para redução de peso ou tratamento de transtornos psiquiátricos.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Abrasus acompanha Cosmam na Lomba do Pinheiro

Fonte: ABRASUS - 14 de outubro de 2011.

A Abrasus acompanhou as visitas da Comissão de Saúde e Meio Ambiente (Cosmam) da Câmara Municipal a quatro postos da gerência Partenon/Lomba do Pinheiro, no dia 13. A secretária-geral Marly Teresinha Zucatti Büttne, viu as condições em que se encontram o Centro de Saúde Murialdo, a Unidade de Saúde da Família Lomba do Pinheiro, Unidade Básica de Saúde Panorama e o Pronto-Atendimento Lomba do Pinheiro. A gerente distrital, Vânia Frantz, foi quem respondeu às perguntas dos vereadores. A falta de médicos e funcionários é problema recorrente em todos os locais visitados.


quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Casos de tuberculose caem pela primeira vez na história

OMS divulgou Relatório de Controle Global da Tuberculose 2011

Fonte:  Site Zero Hora - 13 de outubro de 2011.

O número de pessoas com tuberculose em todo o mundo caiu pela primeira vez, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). O Relatório de Controle Global da Tuberculose 2011 aponta que o número de infectados passou de 9 milhões em 2005 para 8,8 milhões no ano passado.

Dados globais indicam ainda que a doença matou 1,4 milhão de pessoas em 2010, após atingir o pico de 1,8 milhão de óbitos em 2003.

Grande parte do avanço registrado atualmente, de acordo com a OMS, é resultado da expansão de esforços em países como Quênia e Tanzânia, onde muitos casos da doença estão relacionados a pessoas soropositivas. O Brasil também foi citado no relatório por ter alcançado uma melhora “significante e sustentada” no cenário da tuberculose.

A OMS ressaltou, entretanto, que o progresso alcançado até hoje corre risco em razão do subfinanciamento no setor — sobretudo no combate a um tipo de tuberculose resistente a medicamentos. O problema, segundo o órgão, é que a maioria dos países de baixa renda depende exclusivamente de financiamento externo.

A estimativa é que o financiamento em 2012 totalize US$ 1 bilhão — dos quais US$ 200 milhões seriam para a resposta à forma mais resistente da tuberculose.

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, avaliou que a queda no número de doentes e de mortes é motivo de celebração, mas não é motivo para complacência. Ele pediu apoio para o programa Stop TB Partnership, lançado em 2001, com o objetivo de eliminar a doença como um problema de saúde pública em todo o planeta.

A taxa de mortalidade da tuberculose caiu 40% entre 1990 e 2010. A expectativa é que, por meio do programa, todas as regiões do planeta, com exceção da África, alcancem uma redução de 50% até 2015.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Excesso de peso eleva risco de doenças crônicas

Sobrepeso e obesidade estão relacionados a diabetes, doenças cardiovasculares e câncer

Fonte:  Site Zero Hora - 11 de outubro de 2011.

No Dia Mundial de Prevenção à Obesidade, lembrado nesta terça-feira, o Ministério da Saúde alerta que o excesso de peso é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis, como o infarto e o diabetes.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o sobrepeso e a obesidade respondem como a quinta causa de mortes em todo o mundo — pelo menos 2,8 bilhões de adultos morrem todos os anos em consequência dessas condições. Também estão relacionados ao excesso de peso 44% dos casos de diabetes, 23% das doenças do coração e entre 7% e 41% de determinados tipos de câncer.

Dados do Vigitel 2010 (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) indicam que 48,1% dos brasileiros adultos têm sobrepeso e 15% estão obesos. Entre 2006 e 2010, foi registrado um aumento do excesso de peso entre homens em 1,2 ponto percentual ao ano. Entre as mulheres, o aumento foi de 2,2 pontos percentuais ao ano. A frequência da obesidade também subiu entre o sexo feminino — em média, 1 ponto percentual ao ano no mesmo período.

A obesidade entre crianças e jovens, segundo o ministério, também preocupa. Um estudo com crianças de cinco a nove anos mostra que, entre 2008 e 2009, o sobrepeso e a obesidade já registravam índices de 33,5% e 14,3%, respectivamente. Na população de 10 a 19 anos, o sobrepeso foi diagnosticado em cerca de um quinto dos adolescentes e a prevalência de obesidade foi de 5,9% em meninos e 4% em meninas.

Uma pessoa é considerada obesa quando o Índice de Massa Corporal (IMC) é igual ou superior a 30. No caso do sobrepeso, o IMC é igual ou superior a 25. Para fazer o cálculo, basta dividir o peso atual (em quilos) pelo dobro da altura (em metros).

Dados globais mostram que a obesidade mais que dobrou desde a década de 80. Em 2008, mais 1,5 bilhão de adultos com 20 anos ou mais estavam acima do peso — desses, cerca de 200 milhões de homens e quase 300 milhões de mulheres eram obesos.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

STJ faz reportagem sobre trabalho da Abrasus

Fonte: ABRASUS - 10 de outubro de 2011.

A Rádio do Superior Tribunal de Justiça (STJ) realizou uma reportagem sobre a luta de quem busca garantir na Justiça seu direito à Saúde. O trabalho realizado de forma gratuita pela Associação Brasileira em Defesa dos Usuários de Sistemas de Saúde (Abrasus) foi destacado pela jornalista Fátima Uchoa. No áudio, a presidente da Abrasus, Terezinha Borges, fala sobre o sucesso obtido pela entidade nas ações ingressadas em busca de exames e medicamentos negados por parte dos gestores públicos. Há, também, depoimento de paciente do SUS beneficiada. Confira:

http://www.stj.jus.br/portal_stj/publicacao/engine.wsp?tmp.area=398&tmp.texto=103419#

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Diagnóstico precoce é fundamental para eficiência do tratamento do câncer de mama

Taxas de mortalidade continuam altas no país devido ao fato de que a enfermidade ainda é diagnosticada em estágio avançado

Fonte:  Site Zero Hora - 07 de outubro de 2011.

O câncer de mama é o câncer mais frequente entre as mulheres tanto em países desenvolvidos quanto em países em desenvolvimento, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Além disso, é o segundo tipo mais comum do mundo, respondendo a 22% dos casos novos a cada ano. No entanto.

De acordo com informações do Instituto Nacional de Câncer (INCA), as taxas de mortalidade continuam altas devido ao fato de que a enfermidade ainda é diagnosticada em estágio avançado. No entanto, se diagnosticado e tratado precocemente, as chances de cura são grandes.

Detecção precoce

O diagnóstico precoce é fundamental para a eficiência do tratamento e a sobrevida da paciente, por isso, o recomendado pelo INCA é que as mulheres com idade entre 40 e 49 anos realizem o exame clínico das mamas uma vez por ano.

Já a mamografia, capaz de mostrar lesões em fase inicial, deve ser realizada a cada dois anos por mulheres entre 50 e 69 anos.

O autoexame das mamas é importante, porém, não é estimulado pelo instituto como método isolado de detecção precoce, portanto, não substitui o exame profissional.

Embora a hereditariedade seja responsável por apenas 10% dos casos, mulheres com histórico familiar de câncer de mama — especialmente se uma ou mais parentes de primeiro grau foram acometidas antes dos 50 anos — têm maior risco de desenvolver a doença. Por esta razão, este grupo deve ter acompanhamento médico a partir dos 35 anos.

Fique atenta aos sintomas

:: Alterações na pele que recobre a mama

:: Secreção no mamilo

:: Nódulo no seio ou na axila

:: Dor mamária

Cuidado com os fatores de risco

:: Obesidade e alimentação desequilibrada

:: Falta de exercícios regulares

:: Ingestão de álcool

:: Exposição a radiaões ionizantes antes dos 35 anos

:: Primeira menstruação precoce

:: Menopausa tardia (após os 50 anos)

:: Primeira gravidez após os 30 anos

:: Não ter tido filhos

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Abrasus participa de vistorias nos postos da Vila Cruzeiro

Fonte: ABRASUS - 06 de outubro de 2011.

A vice-presidente da Abrasus, Carmen Lia Marino, participou das vistorias da Comissão de Saúde e Meio Ambiente (Cosmam) da Câmara Municipal a postos da Vila Cruzeiro, no dia 6. O grupo passou pelo Pronto Atendimento (Pacs) e pelas Unidades da Estratégia de Saúde da Família (ESFs) Osmar Freitas e Mato Grosso.

O Pacs passa por reformas em parte de seus 15 mil metros quadrados. As marcações de consultas melhoraram com a informatização, mas ainda há demandas reprimidas, em reumatologia e traumatologia, por exemplo. Outro problema local combatido com o novo sistema computadorizado é o absenteísmo (não-comparecimento de pacientes), num patamar de 25%.

Na ESF Osmar Freitas, os funcionários queixaram-se da falta de médicos, enfermeiros e técnicos. Na Mato Grosso, a reclamação é a falta de espaço. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, as obras da nova sede devem ocorrer em 2012, numa área próxima.



Fonte: ABRASUS - 06 de outubro de 2011.

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Farmácias da Capital oferecem um lugar para os remédios vencidos

Equipamento conta com uma tecnologia para garantir o registro e o acondicionamento correto dos medicamentos

Fonte:  Site Zero Hora - 05 de outubro de 2011.

A rede de farmácias Panvel agora conta com o Ecomed, máquina coletora de medicamentos. O equipamento está disponível em algumas lojas de Porto Alegre e conta com uma tecnologia para garantir o registro e o acondicionamento correto dos medicamentos até seu recolhimento pelas empresas responsáveis.

As estações oferecem três opções de depósito: para pomadas e comprimidos, para líquidos e sprays e para caixas e bulas.

O programa Destino Certo da Panvel já recolheu mais de 4,5 toneladas de produtos com prazo de validade vencido. Cada quilo de medicamentos jogado fora da forma correta deixa de contaminar 450 mil litros de água.

Farmácia popular também tem recolhimento

A Farmácia Popular de Porto Alegre, farmácia-escola da Faculdade de Farmácia da UFRGS, também oferece um Ecomed.

O equipamento foi desenvolvido a partir de um convênio entre a UFRGS e a empresa BHS. A instalação foi uma parceria com a Geyer Ambiental Logística de Resíduos, responsável pelo transporte dos medicamentos em processo de descarte.

Antes de colocar o remédio na máquina, o consumidor registra o tipo de produto que deverá depositar por meio do leitor de código de barras do Ecomed, sistema que permite o rastreamento de remédios controlados evitando que esse tipo de medicação seja desviada e revendida ilegalmente.

Confira as lojas da Panvel em Porto Alegre que contam com o equipamento:

- Rua Voluntários da Pátria, 92, Centro
- Av. Venâncio Aires, 1.102, Santana
- Av. Plínio Brasil Milano, 02,  Higienópolis
- Rua Ramiro Barcelos, 1.115, Independência
- Av. Doutor Nilo Peçanha, 2.245 Loja 06, Boa Vista
- Rua dos Andradas, 735 Ed. Aldina, Centro
- Av. Assis Brasil, 6.389 - Lj 02, Cristo Redentor
- Rua Anita Garibaldi, 2.099, Lj 02, Mont Serrat

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Abrasus palestra na SMA em evento sobre Direitos do Idoso

Fonte: ABRASUS - 04 de outubro de 2011.

A presidente da Abrasus, Terezinha Borges, e a advogada da entidade, Rosane Rempel, palestraram no auditório da Secretaria Municipal de Administração, em 3 de outubro, sobre os serviços prestados na Defesa dos Usuários de Sistemas de Saúde. “Realizamos visitas em postos, associações de bairro, e mapeamos as principais dificuldades do setor”, explicou Terezinha ao público presente. “Nossa ação também é jurídica, exigindo na Justiça os direitos de quem teve seus pedidos negados administrativamente pelos gestores públicos, desde que haja laudo médico comprobatório da necessidade”, disse Rosane.



segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Palestra sobre reumatologia atrai mais de 40 pessoas

Fonte: ABRASUS - 03 de outubro de 2011.

A palestra sobre “Centros de referência para doenças Reumatológicas no sistema público”, proferida pelo reumatologista Claiton Brenol, atraiu mais de 40 pessoas ao auditório da Abrasus, no dia 26 de setembro. Na oportunidade, o professor adjunto da UFRGS relatou como estas estruturas — a exemplo do Serviço de Reumatologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre — promovem um atendimento mais completo e podem gerar economia de recursos.

No HCPA, a equipe de profissionais da área conseguiu, somente no manejo de medicamentos, evitar um gasto de R$ 100 mil. Isso foi possível graças ao atendimento dos pacientes como um hospital-dia, serviço em que as pessoas com necessidade de cuidados terapêuticos ou de exames e diagnósticos permanecem na unidade por até 24h, realizando consulta com especialistas e fazendo a infusão dos remédios nas dosagens corretas, com aproveitamento de excedentes. “Os centros são fundamentais”, relatou.
 
 
O médico respondeu a várias perguntas do público, dentre o qual se encontravam  portadores de artrite reumatóide. Ele lamentou a altíssima carga tributária brasileira, cujos reflexos nos preços dos medicamentos prejudicam a população, e disse que a lentidão do Ministério da Saúde em atualizar seus protocolos clínicos dificulta o acesso dos pacientes às melhores drogas. “Por isso encaminhamos muitos de vocês à Abrasus, para que exijam seus direitos na Justiça”.
 

De acordo com Brenol, a integralidade do atendimento continua sendo o calcanhar de Aquiles do SUS, especialmente na sua especialidade. “É preciso que a rede funcione, e o paciente veja seu reumatologista com freqüência, pois a demora no tratamento da artrite é catastrófica, por exemplo. Quanto mais cedo for o diagnóstico, menos chance o portador da doença terá de usar medicamentos biológicos, bem mais caros”, contou.
 
 

Guaíba: Abrasus cobra prazo para maternidade

Fonte: ABRASUS - 03 de outubro de 2011.

Apesar dos apelos das entidades, como Abrasus, SIMERS e União das Associações de Moradores de Guaíba, ainda não há prazo para que Guaíba (95 mil habitantes) volte a ter maternidade pelo SUS. Há dois anos foi fechado por ordem judicial o setor no Hospital Nossa Senhora do Livramento, sem haver outro que o substituísse. As gestantes são transferidas de ambulância a Porto Alegre a fim de realizar seus partos.

Em reunião com o prefeito Henrique Tavares e a secretária de Saúde Liliana Altmayer, realizada no dia 29 de setembro, o grupo ouviu os planos do Executivo para solucionar o problema. A prefeitura planeja inaugurar uma nova maternidade nas dependências do Pronto Atendimento Solon Tavares, e abriu licitação aos interessados na obra, obtendo 17 participantes na quarta tentativa. O processo, todavia, ainda está no princípio e pode sofrer contratempos legais. Se tudo der certo, em julho o serviço será inaugurado.


Outra iniciativa em andamento é a utilização do Hospital da Unimed. O prefeito fez proposta de contratualização de serviços, incluindo obstetrícia, cirurgias eletivas e traumatologia (média complexidade). Seria uma alternativa paliativa, até a reforma no PA ficar pronta. A medida, contudo, ainda está sendo sob estudos da diretoria da cooperativa e precisa ser aprovada em assembléia de cooperados.
 
 
A Abrasus e o SIMERS estudam se existe alguma medida jurídica que possa surtir efeito na reabertura do setor no hospital local, fechado em decorrência de dívidas e más condições.

Abrasus participa de visita da Cosmam ao Centro de Saúde Santa Marta

Fonte: ABRASUS - 03 de outubro de 2011.

A presidente da Abrasus, Terezinha Borges, participou da visita da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Câmara Municipal ao Centro de Saúde Santa Marta, em Porto Alegre, no dia 29 de setembro. A unidade atende 240 mil usuários/mês. O que se observou, entretanto, é que o número de médicos em algumas especialidades está defasado. Outro problema é o não comparecimento de pacientes a quatro de cada 10 consultas marcadas com especialistas.

O secretário municipal adjunto da Saúde, Marcelo Bósio, reconhece as carências, mas diz que a informatização trará melhorias. “Os resultados são muito positivos no sentido de agilizar o atendimento, qualificar as filas, organizar o processo e a chegada do paciente ao local de assistência”, relatou. “No fim do ano, devemos concluir esta fase, e a população vai sentir o impacto direto dos seus benefícios. Já diminuímos o tempo de espera, e sabemos qual é a nossa demanda reprimida em Porto Alegre. Quando iniciamos chegamos a ter 24 mil pessoas aguardando consulta especializada, e hoje temos 16 mil, e praticamente todos os agendamentos são imediatos dentro do sistema. Dentro de 60 dias poderemos dizer qual o tempo máximo de espera por especialidade”.

Os integrantes da Comissão realizaram uma visita ao  prédio mostrando os atendimentos realizados em dermatologia, cardiologia, pediatria, saúde mental, ambulatórios de especialidades médicas, a sala especial do Pró-jovem – crianças que sofreram abusos sexuais, e a farmácia distrital, informatizada, que atende diariamente a população que possui o cartão SUS.

Postagens Populares

Arquivo do blog

Vídeos da Abrasus

Loading...

3º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2012

Abaixo, fotos do 3º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2012.



PALESTRA "TUBERCULOSE, CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS"

PALESTRA "TUBERCULOSE, CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS"

PALESTRA "FRATERNIDADE E SAÚDE PÚBLICA"

PALESTRA "FRATERNIDADE E SAÚDE PÚBLICA"

2º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2011

Abaixo, fotos do 2º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2011.

PALESTRA "CÂNCER DE MAMA: PREVENÇÃO, TRATAMENTOS E DEPOIMENTOS"

PALESTRA "CÂNCER DE MAMA: PREVENÇÃO, TRATAMENTOS E DEPOIMENTOS"

PALESTRA "FRAGILIDADE NA TERCEIRA IDADE"

PALESTRA "FRAGILIDADE NA TERCEIRA IDADE"

PALESTRA “DIABETE E SEXUALIDADE”

PALESTRA “DIABETE E SEXUALIDADE”
Evento realizado em 27 de outubro de 2011.

PALESTRA "CENTROS DE REFERÊNCIAS PARA DOENÇAS REUMATOLÓGICAS NO SISTEMA PÚBLICO"

PALESTRA "CENTROS DE REFERÊNCIAS PARA DOENÇAS REUMATOLÓGICAS NO SISTEMA PÚBLICO"
Evento realizado em 28 de setembro de 2011.

PALESTRA “HEPATITES”

PALESTRA “HEPATITES”
Evento realizado em 17 de junho de 2011.

Palestra "A Importância do Exercício Físico Para a Qualidade de Vida"

Palestra "A Importância do Exercício Físico Para a Qualidade de Vida"
Evento realizado em 7 de abril de 2011.

1º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2009-2010

Abaixo, fotos do 1º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2009-2010.

Palestra ABRASUS - O que "É" e O que "FAZ"

Palestra ABRASUS - O que "É" e O que "FAZ"
Último evento do 1º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2009-2010, realizado em 25 de novembro de 2010.

Palestra "Atribuições da Defensoria Pública da União"

Palestra "Atribuições da Defensoria Pública da União"
Evento realizado em 30 de setembro de 2010.

Palestra "Fumo: As Razões da Abstinência"

Palestra "Fumo: As Razões da Abstinência"
Evento realizado em 5 de agosto de 2010.

Palestra "Proteja-se Contra o Câncer"

Palestra "Proteja-se Contra o Câncer"
Evento realizado em 27 de maio de 2010.

Palestra "Assistência à Saúde Mental Pelo SUS"

Palestra "Assistência à Saúde Mental Pelo SUS"
Evento realizado em 25 de março de 2010.

Palestra "Cuidadores de Idosos"

Palestra "Cuidadores de Idosos"
Evento realizado em 19 de novembro de 2009.

Mais Eventos

Abaixo, fotos de outros eventos realizados pela Abrasus e eventos que contaram com a participação da Entidade.

ABRASUS em nova sede

ABRASUS em nova sede
Evento realizado em 25 de maio de 2009.

Iara Trovão - Presidente à época - apresentando a Associação.

Entrevista com o Vereador Reginaldo Pujol.

Entrevista com Ivo Fortes - Conselheiro Suplente da ABRASUS.

ABRASUS vai a Natal - RN em dez/2008

ABRASUS vai a Natal - RN em dez/2008
Reunião com Associações congêneres no Hospital Psquiátrico Prof. Severino Lopes.

Iara Trovão - Presidente à época - apresentando a Abrasus.

Público que prestigiou o evento.

Dra. Rosane Rempel apresentando o Jurídico da Abrasus.

Presidente do Sindisaúde de Natal comentando sobre o evento.