quinta-feira, 30 de junho de 2011

Avastin não é efetivo contra o câncer de mama

Painel de especialistas americanos recomenda à FDA a proibição da venda do remédio.

Fonte: Site Zero Hora - 30 de junho de 2011.

Um painel de especialistas independentes convocados pela Administração Americana de Alimentos e Medicamentos (FDA) ratificou ontem a recomendação feita meses atrás de proibir a venda do remédio anticancerígeno Avastin.

Em uma votação unânime, o grupo afirmou que os testes demonstram que o Avastin não é efetivo contra o câncer de mama, depois que o gigante farmacêutico suíço Roche iniciou na terça-feira uma audiência de dois dias para pedir que a FDA reconsiderasse sua posição. O painel da FDA já havia decidido em dezembro que o Avastin não prolongava a vida em pacientes com câncer de mama e causava efeitos colaterais graves, e pediu que a FDA tomasse medidas para revogar a aprovação do mercado e modificar o rótulo do medicamento.

O remédio, também conhecido como bevacizumab, traz riscos como hipertensão arterial grave e hemorragia e não prolonga a sobrevida global em mulheres com câncer de mama, segundo o painel. O Avastin foi aprovado para o tratamento de câncer de mama em estado avançado no âmbito do programa da FDA de aprovação acelerada, que permite a autorização provisória de medicamentos para câncer e outras doenças potencialmente fatais.

A recomendação do grupo de especialistas não afeta o uso do Avastin para tratar outros tipos de câncer, incluindo câncer de pulmão e de cólon. A FDA deve emitir uma decisão final sobre o tema, embora não tenha sido anunciada nenhuma data. A agência americana não é obrigada a seguir as recomendações do painel de especialistas, embora normalmente acate suas decisões.

Família briga na Justiça para que mulher suspenda tratamento no Hospital Ernesto Dornelles

TJ permitiu a filho suspender, na Capital, tratamento com hemodiálise da mãe de 82 anos.

Fonte: Site Zero Hora - 30 de junho de 2011.

O Hospital Ernesto Dorneles, em Porto Alegre, entrou na Justiça para tratar uma paciente, mesmo contra a vontade dela e de integrantes de sua família. E o hospital perdeu a causa, pelo menos até o momento.

Resolução tomada este mês pela 21ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul obrigou o estabelecimento de saúde suspender as sessões de hemodiálise que aplicava à paciente Irene Oliveira de Freitas.

Em resumo: o Judiciário aceitou que, neste caso, a família decidisse que a paciente não deveria continuar tratamento médico, para evitar sofrimento.

Com 82 anos de idade, Irene estava internada desde 5 de dezembro com descompensação secundária, insuficiência renal e pré-edema agudo de pulmão, quando então resolveu desistir de se tratar.

O acórdão do TJ confirma sentença da juíza Laura de Borba Maciel Fleck, da 16ª Vara Cível de Porto Alegre, que também dava direito a Irene (ou seus representantes) de decidir sobre a diálise.

O desejo de suspender o tratamento foi manifestado pelo filho dela, o técnico fazendário Gilberto Oliveira de Freitas, que disse estar cumprindo a vontade materna – Irene tem muita dificuldade de se comunicar e, na época, estava quase inconsciente. Os médicos insistiam quanto à necessidade de realização de hemodiálise.

Por duas vezes, em primeira e segunda instâncias, a Justiça decidiu que o hospital não tem direito a obrigar o paciente a se tratar. O relator do acórdão do TJ que suspendeu o tratamento, desembargador Armínio José da Rosa, diz que o caso não tem precedentes em Porto Alegre – “e possivelmente seja sem precedentes no Brasil”.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Palestra sobre Hepatite C

Fonte: ABRASUS - 21 de junho de 2011.

O auditório da Abrasus ficou cheio para a palestra da gastroenterologista Dvora Joveleviths sobre a hepatite C, na tarde do dia 17. A doença é a principal causa dos pedidos judiciais por fornecimento de medicação, representando mais de 30% da demanda da entidade defensora dos direitos dos pacientes. O tratamento com ampolas de interferon peguilado chega a custar R$ 12 mil/mês.

“É uma doença de caráter universal, com sintomas banais, inespecíficos, cuja prevalência de novos casos concentra-se nos usuários de drogas e nos homens que mantém relações homossexuais”, relatou Dvora. “A dificuldade de desenvolvermos uma vacina decorre do fato de que a meia-vida plasmática do vírus ser de oito horas”.
 
A médica recomendou, como ações preventivas diárias, o não compartilhamento de seringas, lâminas de barbear, escolas de dente ou cortadores de unha e cutícula, focos de possível contaminação.

terça-feira, 14 de junho de 2011

Trabalho da Abrasus é tema de pesquisa antropológica

Fonte: ABRASUS - 14 de junho de 2011.

O trabalho da Abrasus, de oferecer assessoria jurídica gratuita a pacientes com dificuldades de acesso a recursos de Saúde, será tema de pesquisa antropológica. O projeto intitulado “Demandas do direito à saúde nos Tribunais: acesso aos tratamentos de saúde e cidadania no Brasil”, é coordenado pelo antropólogo João Biehl, da Universidade de Princeton (EUA). 

A pesquisa está a cargo de uma equipe de pesquisadores da área de antropologia, vinculados ao Núcleo de Antropologia e Cidadania, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, coordenada e financiada pela Universidade de Princeton. O objetivo é entender as situações em que são consideradas adequadas ou necessárias intervenções do Sistema de Justiça na garantia de cuidados. A advogada da Associação, Rosane Rempel, concederá entrevista à antropóloga Heloísa Salvatti Paim.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Abrasus entrega dossiê para Ministério Público

Fonte: ABRASUS - 08 de junho de 2011.

A diretoria da Associação Brasileira Em Defesa dos Usuários de Sistema de Saúde (Abrasus) entregou à promotora de Defesa dos Direitos Humanos, Ângela Rotunno, um dossiê com o relato de todas as vistorias feitas e problemas encontrados nos estabelecimentos de saúde da Capital desde 2009, bem como da reunião com o titular da Pasta no município, Carlos Henrique Casartelli. O ato ocorreu durante audiência, na sede do Ministério Público Estadual, no dia 7 de junho. “A falta de profissionais para o atendimento é queixa comum, mas verificamos venda de fichas e precariedade na estrutura de alguns postos”, relatou a presidente, Terezinha Borges. Ela esteve acompanhada da conselheira Neci Bastos, do tesoureiro Manoel Rolim Filho e da advogada Rosane Rempel.

A promotora revelou que já tramitam algumas ações civis em prol de melhorias no setor. Uma solicita o aumento de 500 leitos na capacidade hospitalar de Porto Alegre, e outra exige a implementação de uma casa de acolhida a pacientes com alta, porém ainda carentes de algum cuidado. “Verificamos a falta de recursos humanos no SUS, e, isso ocorre em virtude de um desmantelamento proposital da Saúde”, explicou. “Os gestores querem privatizar a atenção básica, pois acham que ela não funciona por ser pública”.
 
 
Conforme Ângela, o Judiciário tem sido célere na análise de questões individuais. O mesmo não ocorre, todavia, com as demandas coletivas, consideradas ‘estruturantes’. “Movemos ações contra o Estado por investir menos de 12% de suas receitas na Saúde há nove anos, e até o momento isso só resultou em duas decisões positivas de primeiro grau, referentes aos períodos de 2003 e 2004”, disse.
 
 

ABRASUS é recebida por Casartelli

Fonte: ABRASUS - 08 de junho de 2011.

A Associação Brasileira em Defesa dos Usuários de Sistemas de Saúde (ABRASUS) esteve reunida com o Secretário Municipal de Saúde de Porto Alegre, no dia 30 de maio. Em pauta, o relatório elaborado pela entidade acerca das vistorias realizadas nos Postos, Centros de Saúde e hospitais.

A presidente Terezinha Alves Borges falou sobre a preocupação que a ABRASUS tem em relação aos problemas de estrutura e a falta de pessoal para trabalhar nos estabelecimentos visitados, entre os quais o Centro de Saúde Vila dos Comerciários e o Posto IAPI.

O tesoureiro da Associação Manoel Rolim, também questionou a possibilidade de criar um sistema on-line nas farmácias do município, a fim de estabelecer um limite na retirada de medicamentos por usuário. Ocorre que alguns pacientes solicitam a medicação em mais de uma unidade, já que inexiste controle da SMS neste sentido. O secretário afirmou que está providenciando a informatização nestes estabelecimentos.

Um dossiê com fotos e informações das vistorias realizadas foi entregue ao gestor. Casartelli, comprometeu-se em verificar o material e responder à ABRASUS até a próxima semana.


Postagens Populares

Vídeos da Abrasus

Loading...

3º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2012

Abaixo, fotos do 3º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2012.



PALESTRA "TUBERCULOSE, CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS"

PALESTRA "TUBERCULOSE, CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS"

PALESTRA "FRATERNIDADE E SAÚDE PÚBLICA"

PALESTRA "FRATERNIDADE E SAÚDE PÚBLICA"

2º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2011

Abaixo, fotos do 2º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2011.

PALESTRA "CÂNCER DE MAMA: PREVENÇÃO, TRATAMENTOS E DEPOIMENTOS"

PALESTRA "CÂNCER DE MAMA: PREVENÇÃO, TRATAMENTOS E DEPOIMENTOS"

PALESTRA "FRAGILIDADE NA TERCEIRA IDADE"

PALESTRA "FRAGILIDADE NA TERCEIRA IDADE"

PALESTRA “DIABETE E SEXUALIDADE”

PALESTRA “DIABETE E SEXUALIDADE”
Evento realizado em 27 de outubro de 2011.

PALESTRA "CENTROS DE REFERÊNCIAS PARA DOENÇAS REUMATOLÓGICAS NO SISTEMA PÚBLICO"

PALESTRA "CENTROS DE REFERÊNCIAS PARA DOENÇAS REUMATOLÓGICAS NO SISTEMA PÚBLICO"
Evento realizado em 28 de setembro de 2011.

PALESTRA “HEPATITES”

PALESTRA “HEPATITES”
Evento realizado em 17 de junho de 2011.

Palestra "A Importância do Exercício Físico Para a Qualidade de Vida"

Palestra "A Importância do Exercício Físico Para a Qualidade de Vida"
Evento realizado em 7 de abril de 2011.

1º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2009-2010

Abaixo, fotos do 1º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2009-2010.

Palestra ABRASUS - O que "É" e O que "FAZ"

Palestra ABRASUS - O que "É" e O que "FAZ"
Último evento do 1º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2009-2010, realizado em 25 de novembro de 2010.

Palestra "Atribuições da Defensoria Pública da União"

Palestra "Atribuições da Defensoria Pública da União"
Evento realizado em 30 de setembro de 2010.

Palestra "Fumo: As Razões da Abstinência"

Palestra "Fumo: As Razões da Abstinência"
Evento realizado em 5 de agosto de 2010.

Palestra "Proteja-se Contra o Câncer"

Palestra "Proteja-se Contra o Câncer"
Evento realizado em 27 de maio de 2010.

Palestra "Assistência à Saúde Mental Pelo SUS"

Palestra "Assistência à Saúde Mental Pelo SUS"
Evento realizado em 25 de março de 2010.

Palestra "Cuidadores de Idosos"

Palestra "Cuidadores de Idosos"
Evento realizado em 19 de novembro de 2009.

Mais Eventos

Abaixo, fotos de outros eventos realizados pela Abrasus e eventos que contaram com a participação da Entidade.

ABRASUS em nova sede

ABRASUS em nova sede
Evento realizado em 25 de maio de 2009.

Iara Trovão - Presidente à época - apresentando a Associação.

Entrevista com o Vereador Reginaldo Pujol.

Entrevista com Ivo Fortes - Conselheiro Suplente da ABRASUS.

ABRASUS vai a Natal - RN em dez/2008

ABRASUS vai a Natal - RN em dez/2008
Reunião com Associações congêneres no Hospital Psquiátrico Prof. Severino Lopes.

Iara Trovão - Presidente à época - apresentando a Abrasus.

Público que prestigiou o evento.

Dra. Rosane Rempel apresentando o Jurídico da Abrasus.

Presidente do Sindisaúde de Natal comentando sobre o evento.