quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Abuso de tranquilizantes aumenta risco de Alzheimer

Aumento do risco varia entre 20% e 50% e o fato de idosos usarem estes medicamentos preocupa os estudiosos

Fonte: ABRASUS - 29 de setembro de 2011.

O consumo crônico de benzodiazepinas — tranquilizantes e soníferos — aumenta o risco de sofrer de mal de Alzheimer, segundo os primeiros resultados de um estudo francês, divulgados na revista Sciences et Avenir (Ciência e Futuro).

Anualmente, entre 16 mil e 31 mil casos de Alzheimer na França seriam provocados por tratamentos com benzodiazepinas ou similares, e seus genéricos, como valium, temesta, xanax, lexomil, stilnox e mogadon, noticia a revista em sua edição de outubro. Cento e vinte milhões de caixas destes medicamentos são vendidas por ano. Na França, são consumidos de cinco a dez vezes mais soníferos e ansiolíticos do que em seus vizinhos europeus, acrescentou a Sciences et Avenir.

O encarregado do estudo, professor Bernard Begaud, da Universidade de Bordeaux, se referiu às constatações como "uma verdadeira bomba".  Segundo ele, as autoridades precisam agir, pois nove estudos, incluindo o liderado por ele, afirmam a relação entre o consumo de tranquilizantes durante vários anos e o mal de Alzheimer.

— É um sinal de alerta muito forte — enfatizou.

O estudo foi realizado com 3.777 indivíduos de 65 anos ou mais que tomaram benzodiazepinas entre dois e dez anos.

— Ao contrário das quedas e fraturas causadas por estes medicamentos, os efeitos cerebrais não são imediatamente perceptíveis, tendo que se aguardar alguns anos para que surjam. Se em epidemiologia é difícil estabelecer uma relação direta de causa e efeito, quando há uma suspeita, parece normal agir e tentar limitar as prescrições inúteis, que são muitas — afirmou Begaud.

O aumento do risco, entre 20% e 50%, pode parecer pouco em escala individual, mas não na escala da população, por causa do consumo destes medicamentos por idosos, destacou a revista. De acordo com o professor, no total, 30% dos maiores de 65 anos consomem estes medicamentos, uma proporção enorme, e na maioria das vezes de forma crônica.

As prescrições são, regularmente, limitadas a duas semanas para os hipnóticos e doze semanas para os ansiolíticos. A forma como as benzodiazepinas atuam no cérebro para aumentar este risco de demência continua um mistério. Mas o problema já tinha sido mencionado em 2006 em um relatório do Gabinete Parlamentar de Políticas de Saúde sobre Remédios Psicotrópicos, porém, conforme Begaud, nada foi feito.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Abrasus na Caminhada do Idoso

Fonte: ABRASUS - 26 de setembro de 2011.

O objetivo da caminhada era conscientizar para o envelhecimento saudável e combater o sedentarismo. Na ocasião, foram arrecadados cerca de 700Kg de alimentos não perecíveis que serão repassados a instituições sociais cadastradas no Programa Mesa Brasil Sesc.
A diretoria da Abrasus participou, neste domingo (25/9), da Caminhada do Idoso, em Porto Alegre. A iniciativa, alusiva ao Dia Nacional do Idoso (1º de outubro), foi promovida pelo Sistema Fecomércio-RS, por intermédio do Sesc. O percurso começou no Parcão e terminou na Redenção. “O pessoal estava bem entusiasmado, fazendo aquecimento e exercícios”, conta a presidente da Abrasus, Terezinha Borges. “Por onde passávamos as pessoas abanavam das janelas”. Mais de 500 idosos integraram a atividade.

Governo ainda quer um imposto para custear a Saúde, diz Ideli Salvatti

Expectativa do Planalto é que o tributo seja aprovado em 2012

Fonte: Site Zero Hora - 26 de setembro de 2011.

A ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti (PT), admite que o governo ainda quer a criação de um imposto para financiar investimentos em Saúde e arrecadar mais R$ 45 bilhões por ano. A expectativa do Palácio do Planalto é que o tributo seja aprovado em 2012, apesar das dificuldades previstas por causa das eleições municipais.

— É uma coisa complicada, sim — disse Ideli sobre a criação de um imposto em época de eleição.

— Mas todos os governadores acham, e nós concordamos, que o principal tema da eleição de 2012 será a Saúde. Não dá para fazer o debate de forma demagógica, dizendo: "Ah, vamos resolver". Resolver de onde, cara pálida? A presidente Dilma chamou os governadores, o Congresso e disse: "Não façam maquiagem. Se vocês querem que a Saúde tenha evolução de patamar, de atendimento, vai ter de mexer. E não serei eu, sozinha, que vou fazer isso".

As declarações da ministras foram feitas cinco dias após a Câmara ter aprovado a regulamentação da Emenda 29 — que define os gastos com Saúde para União, Estados e municípios. Mas Ideli reiterou que o dispositivo não resolve o problema, porque não indica de onde virão os recursos.

Para ela, a comissão acertada entre os governadores e o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), poderá resgatar projetos de lei que criam base de cálculo para a nova versão da CPMF, o imposto do cheque extinto em 2007.

— Nós já colocamos o dedo na ferida.

A Câmara aprovou o projeto que regulamenta a Emenda 29, mas não incluiu a base de cálculo para a criação da Contribuição Social para a Saúde (CSS).

— Apesar de estar criada a contribuição, a alíquota terá, obrigatoriamente, de ser fixada por lei. A comissão que o Marco Maia formou com os governadores deixa uma porta aberta para o debate.

Casos de coqueluche cresceram neste ano no país

Aumento está relacionado à transmissão da doença dos adultos para as crianças

Fonte: Site Zero Hora - 26 de setembro de 2011.

O número de casos confirmados de coqueluche no país dobrou no primeiro semestre deste ano em comparação a todo o ano de 2010. Até agosto, foram registrados 583 casos, contra 291 no ano passado, segundo dados do Ministério da Saúde. As crianças são o grupo mais suscetível à coqueluche.

Apesar do aumento de casos este ano, o ministério nega um surto da doença no país. De acordo com o governo federal, a cada cinco anos, ocorre uma elevação no número de casos e, depois, eles voltam a cair. A sazonalidade está relacionada ao percentual de cobertura vacinal das crianças a cada ano, já que estima-se que 5% das crianças deixam de ser vacinadas e, com decorrer do tempo, ocorre um acúmulo de pequenos sem proteção.

O calendário prevê a vacina contra a coqueluche junto com a de difteria e tétano, a partir dos dois meses de idade até os sete anos de idade e protege por quase uma década.

O governo não cogita incluir a vacina para adultos nos postos de saúde por não considerar uma estratégia eficiente, já que menos de 30% da população adulta aderem às campanhas de vacinação. A recomendação das autoridades de saúde é reforçar a vacina entre as crianças e que os pais atualizem o cartão de vacinação dos filhos. O ministério destaca que, na década de 90, o país registrava mais de 15 mil casos de coqueluche por ano. Com o uso da vacina, os números passaram a decrescer.

Para o pediatra José Hugo Pessoa, o aumento de casos de coqueluche está relacionado à transmissão da doença dos adultos para as crianças. Na fase adulta, a coqueluche se manifesta de forma leve e, muitas vezes, é confundida com outras doenças. Por isso, os adultos podem transmiti-la às crianças sem saber.

Na infância, principalmente entre os menores de um ano de idade, há maior risco de complicações, como o desenvolvimento de pneumonia.

— Nos adultos, a gravidade é pouca. Nos primeiros meses de vida, tem mais complicações. É um sinal de alerta — disse o médico.

Causada pela bactéria Bordetella pertussis, a coqueluche atinge o sistema respiratório provocando acessos de tosse em uma única respiração, conhecida como tosse comprida.

A doença também causa dificuldade de respirar e vômitos pós-tosse. A doença é transmitida ao falar, tossir ou espirrar.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Médicos suspendem consultas de parte dos planos de saúde nesta quarta-feira

No RS, o protesto só não afetará usuários da Unimed e do IPE

Fonte: Site Zero Hora - 21 de setembro de 2011.

Nesta quarta-feira, médicos suspendem consultas de parte dos planos de saúde em 23 estados e no Distrito Federal. No Rio Grande do Sul, o protesto só não afetará usuários da Unimed e do Instituto de Previdência do Estado (IPE).

A mobilização nacional pede reajuste no valor das consultas e serviços pagos pelas operadoras de saúde.

Segundo a vice-presidente do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers), Maria Rita de Assis Brasil, a maioria dos pacientes já foi avisada.

Só serão afetadas consultas eletivas, ou seja, sem urgência. Na quinta-feira, o atendimento voltará ao normal. Os médicos querem que o valor da consulta se aproxime dos R$ 80. Hoje, os valores no Estado variam entre R$ 30 e R$ 50.

A Federação Nacional de Saúde Suplementar, que representa as 15 maiores operadoras do país, avisa que está negociando a remuneração.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Número de casos diagnosticados de câncer de mama dispara

Em 30 anos, índice da doença subiu 160% no mundo

Fonte: Site Zero Hora - 16 de setembro de 2011.

O número de casos diagnosticados de câncer de mama subiu mais 160%, e o de casos de câncer cervical, 20%, de 1980 a 2010, com os maiores aumentos ocorrendo em países em desenvolvimento, segundo estimativas globais publicadas nesta quinta-feira pela revista médica britânica The Lancet.

Casos identificados de câncer de mama no mundo aumentaram de 640 mil em 1980 — quando 65% deles ocorriam em países ricos — para 1,6 milhão em 2010, 51% deles em países em desenvolvimento.

A incidência de câncer cervical aumentou de 378 mil para 454 mil ao ano no mesmo período, segundo a pesquisa, feita em 187 países.

O câncer de mama matou 425 mil mulheres em 2010, 68 mil delas com idades entre 15 e 49 anos em países em desenvolvimento.

As mortes causadas pelo câncer cervical vêm diminuindo, tendo chegado a 200 mil no ano passado, 46 mil delas de mulheres com idades entre 15 e 49 anos em economias menos desenvolvidas.

O aumento do número de casos registrados resulta, em parte, do melhor diagnóstico, mas também do envelhecimento da população. A análise foi compilada pelo Institute for Health Metrics and Evaluation da Universidade de Washington, em Seattle.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Anvisa proíbe uso e venda de nove produtos fitoterápicos

Suspensão dos produtos que não possuíam registro já está valendo em todo o território nacional

Fonte: Site Zero Hora - 15 de setembro de 2011.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu o uso e a venda de nove produtos fitoterápicos — medicamentos feitos à base de plantas e ervas — no país. Alguns indicados para tratamento de obesidade, celulite, impotência sexual e infecção renal, segundo os fabricantes. Nenhum dos produtos possuía registro.

De acordo com a Anvisa, a suspensão já está valendo em todo o território nacional, desde esta quarta-feira, quando foi publicada no Diário Oficial da União.

A recomendação da agência para que tem um dos produtos é que o uso seja interrompido.

Veja os fitoterápicos suspensos pela Anvisa e suas supostas indicações:

:: Chá Sete Ervas
Produzido pela Rouxinol Produtos Naturais e era vendido para tratamento da obesidade, gordura localizada, celulite, colesterol.

:: Xarope Flor da Índia
Produzido pela Nutri Plantas e era indicado para boca amarga, cólica de fígado ou rins, prisão de ventre e dores de cabeça.

:: Xarope Flor do Sertão
Produzido pela Elis Natu’s, vendido com indicação para hepatite, úlcera gástrica, pedras na vesícula e ácido úrico.

:: Flor da Catingueira
Fabricado pela Bonature Produtos Naturais, possuiria extratos vegetais e vitamina C.

:: Umburana
Era vendido com indicação para infecções dos rins, fígado e vesículas.

:: Nutri Plantas
Fabricado pela empresa de mesmo nome, seria recomendado para empachamento, úlcera, azia, boca amarga e dores gástricas.

:: Folha Santa
Produzido pela Natureza Viva, evitaria derrame e palpitação.

:: Elixir de Pai João
Trataria dores de Barriga, impotência sexual e perda de memória.

:: Tayu Caroba
Seria depurativo do sangue, eliminando cravos, espinhas, tumores e feridas.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Anfetaminas estão em segundo na lista das drogas mais consumidas no mundo

Uso por meio injetável é apontado como uma preocupação emergente devido à ligação desse tipo de uso com a propagação do vírus HIV

Fonte: Site Zero Hora - 14 de setembro de 2011.

Os estimulantes do tipo anfetamínicos, como o ecstasy e a metanfetamina, droga estimulante do sistema nervoso central, são o segundo tipo mais consumido no mundo, atrás apenas da maconha. O dado está no Relatório global de estimulante do tipo anfetamínico, divulgado nesta terça-feira pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodc).

O texto aponta que, enquanto as apreensões de maconha, heroína e cocaína permaneceram praticamente estáveis em todo o mundo entre 2005 e 2009, nesse período houve claro aumento das apreensões de anfetaminas, com exceção do ecstasy que se manteve constante.

De acordo com o relatório, o mercado de produção de anfetaminas evoluiu de uma indústria caseira, com produção em pequena escala, para um mercado com maior integração e grupos de crime organizado envolvidos ao longo da cadeia de produção e abastecimento.

O Brasil, ao lado da Venezuela e da Argentina, são os países com as maiores taxas de consumo de anfetaminas na América do Sul.

O uso das anfetaminas por meio injetável é apontado pela Unodc como uma preocupação emergente devido à ligação desse tipo de uso com a propagação do vírus HIV causador da Aids.  O uso intravenoso dessas drogas vem ocorrendo notavelmente no leste e sudeste asiático e em partes da Europa Oriental e Ocidental.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Abrasus visita Associação de Moradores da Vila Parque Santa Anita

Fonte: ABRASUS - 12 de setembro de 2011.
 
A Abrasus visitou, na tarde do dia 9, a Associação de Moradores da Vila Parque Santa Anita (Asmovisa), no bairro Nonoai, zona sul de Porto Alegre. Na conversa com a coordenadora Domingas Pacer e a agente comunitária Joelma Ferreira da Silva, foi averiguado como está o atendimento às necessidades de Saúde da população local. “Viemos também oferecer nossos serviços, especialmente apoio técnico e jurídico para pacientes buscarem medicamentos, cirurgias, consultas e exames que devem ser fornecidos pelo SUS”, relatou a presidente da Abrasus, Terezinha Borges.

As principais queixas da comunidade referem-se à falta de mais fichas nos posto da ESF e a fila de espera de consultas em áreas como psiquiatria e neurologia. “Há moradores esperando desde 2010”, disse Domingas. “Nesse sentido, é bom saber que podemos contar com mais um suporte”. Também participaram da visita a secretária geral, Marly Teresinha Zucatti Büttner, a conselheira Neci Cardoso Bastos e a advogada Rosane Rempel.



sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Sintomas comuns a outras doenças dificultam diagnóstico da fibromialgia

Doença é caracterizada principalmente por dores ligadas aos músculos, tendões e ligamentos

Fonte: Site Zero Hora - 9 de setembro de 2011.

A fibromialgia é uma condição dolorosa generalizada e crônica relacionada aos músculos, tendões e ligamentos. Caracterizada principalmente pela dor, a doença, porém, apresenta também outros sintomas, inclusive alguns muito semelhantes aos de outras enfermidades, como problemas de sono e fadiga.

Por essa razão, seu diagnóstico não é uma tarefa simples e, segundo o médico Milton Helfenstein Jr, a fibromialgia pode ainda coexistir com outras doenças. No Brasil, os pacientes levam em média 4,7 anos para serem diagnosticados, depois de passar por mais de sete médicos.

Uma pesquisa encomendada pela Pfizer ressaltou a dificuldade no diagnóstico da condição. De acordo com o levantamento, a maioria dos médicos concorda que os sintomas da fibromialgia podem ser difíceis de distinguir de os de outras doenças. Além disso, 70% dos pacientes brasileiros nunca tinham ouvido falar dela até receber o diagnóstico.

Principais sintomas

Como a fibromialgia está associada a uma média de oito a 12 sintomas diferentes, o diagnóstico deve ser bastante criterioso e atentar-se aos principais sinais da doença, que são:

:: Dores generalizadas e difusas pelo corpo;
:: Aumento da sensibilidade à dor — um estímulo geralmente não doloroso pode doer;
:: Fadiga;
:: Sono não reparador — mesmo após dormir uma noite inteira, o paciente acorda cansado;
:: Transtornos do humor, ansiedade e depressão;

Causas e diagnóstico

A causa exata da fibromialgia ainda não é conhecida, mas o que se sabe é que o aumento nos impulsos dolorosos transmitidos pelo sistema nervoso central tem um papel importante na doença.

Conforme Helfenstein,  não existem exames laboratoriais ou de imagem que comprovem a existência da enfermidade.

— Às vezes esses exames nos ajudam a descartar a possibilidade da fibromialgia, identificando outras doenças, como o hipotireoidismo — exemplifica.

O diagnóstico da enfermidade passa, por isso, pelo exame clínico, que avalia principalmente os  locais  de dor do paciente. Como referência, os médicos utilizam 18 pontos estabelecidos pelo Colégio Americano de Reumatologia na década de 1990, que padronizou o diagnóstico.

Tratamento

A fibromialgia ainda não tem cura, mas alguns medicamentos — analgésicos, relaxantes musculares, antidepressivos e neuromoduladores — são ministrados para ajudar no controle dos sintomas.

Além disso, ao contrário do que muitos pacientes inicialmente pensam, os exercícios físicos devem fazer parte do programa terapêutico. Caminhadas, hidroginástica, natação e alongamentos ajudam no controle da dor e melhoram a qualidade de vida.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Brasil ocupa 35ª posição no ranking de atendimento médico infantil

Suíça, Finlândia e Irlanda estão no topo da lista, de acordo com a ONG Save the Children

Fonte: Site Zero Hora - 8 de setembro de 2011.

O Brasil ocupa a 35ª posição em um ranking de atendimento médico infantil divulgado pela organização não governamental (ONG) Save the Children. O levantamento foi realizado em 161 países. No topo da lista estão a Suíça, Finlândia e Irlanda, enquanto os últimos colocados são o Laos, a Somália e o Chade.

O estudo analisa o alcance e o impacto do número de profissionais de saúde em cada país, levando em conta índices como vacinação infantil e atendimento de emergência para gestantes durante o parto.

A organização alerta que as crianças que vivem nos países que estão nas 20 últimas posições têm cinco vezes mais chance de morrer do que as que vivem em regiões que ocupam o topo da lista. De acordo com a ONG, são necessários mais 3,5 milhões de profissionais de saúde em todo o mundo.

Segundo o levantamento, muitos países em desenvolvimento têm de enfrentar não apenas a escassez de médicos, mas também a alta concentração de profissionais em áreas urbanas, o que deixa vulneráveis mães e crianças que vivem em zonas rurais. Outro problema apontado é a falta de treinamento em países mais pobres, o que dificulta a realização de procedimentos médicos básicos.

Tratamento contra AVC com células-tronco tem resultados positivos

Células-tronco auxiliam o organismo a reparar o tecido cerebral danificado

Fonte: Site Zero Hora - 8 de setembro de 2011.

Os primeiros testes clínicos realizados com células-tronco em pacientes que sofreram derrames não apresentaram resultados adversos. A primeira experiência foi feita com um grupo de três voluntários. Um idoso foi a primeira pessoa no mundo a receber o tratamento, em 2010. Desde então, a técnica foi testada em outros dois pacientes no Reino Unido.

A partir do resultado positivo, e da autorização oficial do governo, a segunda fase do estudo poderá ser feita em maior escala. A equipe de pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Glasgow, na Escócia, acredita que as células-tronco auxiliam o organismo a reparar o tecido cerebral danificado por um derrame.

Testes

A primeira avaliação foi feita a partir da injeção de células-tronco no cérebro de três pacientes que haviam sofrido AVC. Primando pela segurança, as primeiras doses de células injetadas foram de pequeno volume.

Em 2012, o objetivo dos pesquisadores é que um grupo maior de voluntários receba doses progressivamente maiores. Os testes clínicos também vão avaliar a eficiência do tratamento.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Cientistas descobrem fragilidade em fungo causador de infecção hospitalar

Em ambientes hospitalares, a cândida é um risco para pessoas com o sistema imunológico debilitado

Fonte: Site Zero Hora - 6 de setembro de 2011.

Um fungo que representa grande ameaça a pacientes internados em hospitais pode ter uma fraqueza escondida, segundo uma pesquisa publicada nesta segunda-feira, que reforça a habilidade dele em aderir ao tecido humano.

A Candida albicans é comum no organismo humano, mas normalmente não acarreta maiores problemas de saúde, além de infecções vaginais e bucais.

Em ambientes hospitalares, porém, a cândida é um risco para pessoas doentes ou indivíduos com o sistema imunológico debilitado por câncer, HIV ou transplante.

Ela é responsável por uma a cada quatro infecções hospitalares, frequentemente transmitida por objetos plásticos implantados no corpo, como catéteres, articulações prostéticas ou equipamentos cardíacos. Nos casos mais severos, quase a metade dos infectados morre.

Além disso, a cândida é um inimigo sorrateiro, capaz de mudar a estrutura de sua parede celular de forma a ludibriar novos medicamentos.

A mais recente pesquisa, publicada na Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS), chama a atenção para algo promissor: o mecanismo que o fungo usa para aderir às células humanas e colonizá-las se deve ao minúsculo segmento de uma proteína chamada Als adesina.

— As proteínas als adesina dão ao fungo a habilidade de florescer no corpo humano, o que o torna agente de infecções tão perigosas — explicou Ernesto Cota, biólogo médico do Imperial College, de Londres.

O próximo passo é testar complexos experimentais em amostras de laboratório do fungo para ver se bloqueará sua ação aderente.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Dilma: remédio de graça beneficiou 5,4 mi em 7 meses

Fonte: Site Bol - 5 de setembro de 2011.

A distribuição gratuita de remédios para hipertensão e diabetes já beneficiou 5,4 milhões de brasileiros em sete meses do projeto Saúde Não Tem Preço. A informação foi dada hoje pela presidente Dilma Rousseff, em seu programa semanal de rádio "Café com a Presidenta". De acordo com ela, apenas em agosto os medicamentos foram entregues a 2,68 milhões de pessoas em cerca de 20 mil farmácias credenciadas localizadas em 3 mil municípios. "São pessoas que não precisam mais gastar seu dinheiro para tratar destas duas doenças. Isso significa que estamos alcançando o nosso objetivo: levar saúde a todos os brasileiros", disse.

A presidente afirmou que pediu ao Ministério da Saúde para levar às cidades mais pobres a rede de farmácias autorizadas a distribuir gratuitamente os remédios para hipertensão e diabetes. Segundo ela, a rede Aqui tem Farmácia Popular já está em 70% destes municípios. Dilma disse ainda que o governo estimula que médicos recém-formados trabalhem em postos e centros de saúde públicos em troca de redução da dívida do Financiamento Estudantil (Fies). "Estes jovens vão prestar serviços em 2 mil municípios, onde a carência de médicos é maior. Quem aceitar o desafio pode ter um bom desconto no financiamento ou mesmo acabar fazendo todo o curso de graça."

No programa de rádio, Dilma afirmou que os jovens médicos "precisam conhecer as reais necessidades da população". A presidente disse que pediu um plano aos ministérios da Saúde e da Educação para aumentar a qualidade da formação médica, e a criação de faculdades de medicina em cidades do interior faz parte desse plano. "Vamos abrir vagas para formar mais 4,5 mil médicos por ano, e vamos continuar levando os cursos de medicina para as cidades do interior", disse, ao citar a criação do curso de medicina da Universidade de Pernambuco em Garanhuns. "Os jovens alunos vão estudar ali mesmo e, logo, logo, vão poder contribuir para melhorar as condições da saúde daquela comunidade, daquela região."

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Após 11 dias, greve dos servidores da saúde de Porto Alegre termina

Prefeitura apresentou proposta que prevê desconto dos dias parados em agosto

Fonte: Site Zero Hora - 2 de setembro de 2011.

Após 11 dias, a greve dos servidores da saúde de Porto Alegre terminou na manhã desta sexta-feira. A decisão de suspender a paralisação e voltar ao trabalho neste fim de semana foi tomada em assembleia geral da categoria e contou com a aprovação da grande maioria dos grevistas.

Ontem, a prefeitura apresentou uma nova proposta que prevê desconto dos dias parados em agosto, mas sem gerar impactos em gratificações e na vida funcional. O período relativo a setembro será abonado pelo Executivo.

Servidores da saúde estão parados desde terça-feira da semana passada, o que prejudicou o atendimento em parte dos postos de saúde.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Servidores da saúde decidem manter greve que já dura 10 dias na Capital

Sindicato informa que a negociação do corte do ponto é a única questão pendente

Fonte: Site Zero Hora - 1º de setembro de 2011.

Servidores municipais da saúde de Porto Alegre decidiram em assembleia manter a greve que já dura 10 dias. Nesta quinta-feira, eles realizaram caminhada até o Paço Municipal, onde pedem audiência com o prefeito José Fortunati.

O sindicato dos municipários informa que a negociação do corte do ponto é a única questão pendente.

Na sexta-feira, ocorrerá nova assembleia para decidir o rumo da paralisação. Até agora, a prefeitura não aceita abonar os dias parados.

A greve prejudica atendimento em parte dos postos de saúde.

Postagens Populares

Arquivo do blog

Vídeos da Abrasus

Loading...

3º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2012

Abaixo, fotos do 3º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2012.



PALESTRA "TUBERCULOSE, CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS"

PALESTRA "TUBERCULOSE, CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS"

PALESTRA "FRATERNIDADE E SAÚDE PÚBLICA"

PALESTRA "FRATERNIDADE E SAÚDE PÚBLICA"

2º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2011

Abaixo, fotos do 2º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2011.

PALESTRA "CÂNCER DE MAMA: PREVENÇÃO, TRATAMENTOS E DEPOIMENTOS"

PALESTRA "CÂNCER DE MAMA: PREVENÇÃO, TRATAMENTOS E DEPOIMENTOS"

PALESTRA "FRAGILIDADE NA TERCEIRA IDADE"

PALESTRA "FRAGILIDADE NA TERCEIRA IDADE"

PALESTRA “DIABETE E SEXUALIDADE”

PALESTRA “DIABETE E SEXUALIDADE”
Evento realizado em 27 de outubro de 2011.

PALESTRA "CENTROS DE REFERÊNCIAS PARA DOENÇAS REUMATOLÓGICAS NO SISTEMA PÚBLICO"

PALESTRA "CENTROS DE REFERÊNCIAS PARA DOENÇAS REUMATOLÓGICAS NO SISTEMA PÚBLICO"
Evento realizado em 28 de setembro de 2011.

PALESTRA “HEPATITES”

PALESTRA “HEPATITES”
Evento realizado em 17 de junho de 2011.

Palestra "A Importância do Exercício Físico Para a Qualidade de Vida"

Palestra "A Importância do Exercício Físico Para a Qualidade de Vida"
Evento realizado em 7 de abril de 2011.

1º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2009-2010

Abaixo, fotos do 1º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2009-2010.

Palestra ABRASUS - O que "É" e O que "FAZ"

Palestra ABRASUS - O que "É" e O que "FAZ"
Último evento do 1º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2009-2010, realizado em 25 de novembro de 2010.

Palestra "Atribuições da Defensoria Pública da União"

Palestra "Atribuições da Defensoria Pública da União"
Evento realizado em 30 de setembro de 2010.

Palestra "Fumo: As Razões da Abstinência"

Palestra "Fumo: As Razões da Abstinência"
Evento realizado em 5 de agosto de 2010.

Palestra "Proteja-se Contra o Câncer"

Palestra "Proteja-se Contra o Câncer"
Evento realizado em 27 de maio de 2010.

Palestra "Assistência à Saúde Mental Pelo SUS"

Palestra "Assistência à Saúde Mental Pelo SUS"
Evento realizado em 25 de março de 2010.

Palestra "Cuidadores de Idosos"

Palestra "Cuidadores de Idosos"
Evento realizado em 19 de novembro de 2009.

Mais Eventos

Abaixo, fotos de outros eventos realizados pela Abrasus e eventos que contaram com a participação da Entidade.

ABRASUS em nova sede

ABRASUS em nova sede
Evento realizado em 25 de maio de 2009.

Iara Trovão - Presidente à época - apresentando a Associação.

Entrevista com o Vereador Reginaldo Pujol.

Entrevista com Ivo Fortes - Conselheiro Suplente da ABRASUS.

ABRASUS vai a Natal - RN em dez/2008

ABRASUS vai a Natal - RN em dez/2008
Reunião com Associações congêneres no Hospital Psquiátrico Prof. Severino Lopes.

Iara Trovão - Presidente à época - apresentando a Abrasus.

Público que prestigiou o evento.

Dra. Rosane Rempel apresentando o Jurídico da Abrasus.

Presidente do Sindisaúde de Natal comentando sobre o evento.