terça-feira, 19 de abril de 2011

Nova esperança contra o câncer: crizotinibe é testado para tratar tumores no pulmão

Nos Estados Unidos, agência reguladora deve aprovar uso da nova droga em breve

Fonte: Site Zero Hora - 19 de abril de 2011.

Ao usar pela primeira vez na história a palavra carcinoma para descrever tumores, o médico grego Hipócrates (460-370 A.C.) jamais imaginaria a que nível de evolução a medicina chegaria em relação ao câncer. Diversos fatos marcaram essa história até chegarmos aos dias de hoje, quando tendências promissoras de tratamentos apontam para o foco no perfil genético do paciente. Na prática, isso significa soluções cada vez mais personalizadas para combater os tumores.

No caso de um tipo de câncer de pulmão (o de células não-pequenas — CPNPC), há estudos em andamento com o composto crizotinibe, que segue a tendência de usar marcadores biológicos. Ele atua inibindo uma enzima que é produzida por um gene resultante de uma translocação especifica, a qual possui atividade carcinogênica.

Estudos recentes com o crizotinibe mostraram que doses diárias da droga reduziram o tamanho dos tumores de mais da metade de um grupo de pacientes de câncer de pulmão, cujas células tumorais possuíam alterações em um gene. Em outro terço dos participantes do estudo, o crizotinibe estabilizou o tamanho do tumor. Apesar dos resultados iniciais serem bastante promissores, estudos adicionais estão em andamento para se confirmar a eficácia da nova droga no tratamento do câncer de pulmão.

Acredita-se que essa alteração no gene tenha um importante papel na oncogênese e estima-se que esteja presente em aproximadamente 3% a 5% dos pacientes com este tipo de câncer de pulmão. Atualmente, apenas 15% dos pacientes respondem ao tratamento padrão para câncer de pulmão de células não-pequenas.

Nos Estados Unidos, o pedido de aprovação de crizotinibe deve ocorrer antes dos estudos serem concluídos. O FDA (agência americana reguladora de medicamentos e alimentos) criou tal processo para facilitar o desenvolvimento e revisão de dados de medicamentos em estudo que tratam doenças graves e com potencial de suprir necessidades médicas não atendidas — ou seja, enfermidades que ainda não possuam tratamentos eficazes disponíveis no mercado. Caso aprovado pela agência americana, o crizotinibe será o primeiro medicamento de administração oral da classe dos inibidores da enzima ALK para o tratamento de CPNPC.

Fabricantes de medicamentos também estão avaliando o uso do crizotinibe em outros tipos de tumores que possuam essa translocação cromossômica para determinar outros pacientes que poderiam se beneficiar do uso dessa nova droga.

O câncer de pulmão

Mundialmente, o número de mortes causadas por câncer deve continuar crescendo e, em 2030, deve alcançar 12 milhões, segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde1 (OMS). Entre eles, o câncer de pulmão é o tipo mais frequente nos homens (e o segundo entre as mulheres) no mundo quando considerado número de mortes.

Há diferentes tipos de câncer de pulmão: os de células pequenas (CPCP) e os de não-pequenas células (CPNPC) — este último representa de 85% a 90% dos casos de tumores pulmonares e possui ainda três principais subtipos histológicos (o de células escamosas, o adenocarcinoma e o carcinoma de grandes células). Eles estão no grupo dos CPNPC por possuírem forma de tratamento e prognóstico similares. Dos pacientes com CPNPC, 75% recebem diagnóstico tardio: quando já apresentam metástase ou um grau avançado da doença, em que apenas 6% possui taxa de sobrevida de cinco anos.

Cerca de 3% a 5% dos pacientes com CPNPC apresentam alterações no gene ALK. Acredita-se que essas alterações sejam fatores-chave no desenvolvimento do tumor. As causas do CPNPC onde essa alteração genética está presente não são totalmente conhecidas. Sabe-se, no entanto, que diferentemente dos demais tipos de cânceres de pulmão, onde uma das principais causas é o fumo, pacientes com CPNPC com essa alteração são mais frequentemente não fumantes, mulheres, asiáticos e mais jovens.

Tratamentos contra o câncer

:: Cirurgia

John Hunter (cirurgião escocês, 1728 a 1793) acreditava que alguns tipos de tumor poderiam ser curados com cirurgia, especialmente os que ainda não haviam acometido tecidos próximos. As limitações da cirurgia como tratamento do câncer foram reconhecidas depois que especialistas passaram a entender melhor os mecanismos da metástase.

:: Radioterapia

No início do século XX, na França, descobriu-se que doses diárias de radiação aplicadas durante semanas, poderiam aumentar as chances de cura de pacientes com câncer.

:: Quimioterapia

O início da quimioterapia se deu quando o pediatra americano Sidney Farber, ao estudar os efeitos do ácido fólico em crianças com leucemia na década de 1940, contribuiu para o desenvolvimento do metotrexato — medicamento que até hoje é utilizado como parte do tratamento de tumores e atua inibindo o metabolismo do ácido fólico. Atualmente, a quimioterapia foca cada vez mais nas células cancerígenas (e menos nas saudáveis), provocando menos efeitos colaterais nos pacientes.

:: Terapias-alvo

No final da década de 90 e início dos anos 2000 esse tipo de tratamento passou a ser utilizado para diferentes tumores. Há inclusive medicamentos administrados via oral, ao invés de ser injetável, o que melhora a qualidade de vida do paciente. Entre as principais técnicas de terapias-alvo estão:

— Antiangiogênica: atuação no bloqueio da formação de novos vasos sanguíneos responsáveis pelo crescimento e suprimento dos tumores;
— Imuno-oncologia: "desperta" o sistema imunológico do paciente para que o mesmo possa enfrentar o câncer em melhores condições;
— Inibidores da transdução de sinal: interrompem os sinais anormais de crescimento e proliferação entre células cancerosas;
— Citotóxicos/potenciadores: exploram os agentes com ação direta sobre a célula tumoral, provocando sua morte ou potencializando essa ação causada primariamente por outros agentes quimioterápicos;
— Inibidores PARP: ao bloquear as enzimas PARP , esses medicamentos podem tornar as células cancerígenas mais sensíveis ao tratamento, contribuindo para a morte das mesmas.

Postagens Populares

Arquivo do blog

Vídeos da Abrasus

Loading...

3º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2012

Abaixo, fotos do 3º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2012.



PALESTRA "TUBERCULOSE, CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS"

PALESTRA "TUBERCULOSE, CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS"

PALESTRA "FRATERNIDADE E SAÚDE PÚBLICA"

PALESTRA "FRATERNIDADE E SAÚDE PÚBLICA"

2º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2011

Abaixo, fotos do 2º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2011.

PALESTRA "CÂNCER DE MAMA: PREVENÇÃO, TRATAMENTOS E DEPOIMENTOS"

PALESTRA "CÂNCER DE MAMA: PREVENÇÃO, TRATAMENTOS E DEPOIMENTOS"

PALESTRA "FRAGILIDADE NA TERCEIRA IDADE"

PALESTRA "FRAGILIDADE NA TERCEIRA IDADE"

PALESTRA “DIABETE E SEXUALIDADE”

PALESTRA “DIABETE E SEXUALIDADE”
Evento realizado em 27 de outubro de 2011.

PALESTRA "CENTROS DE REFERÊNCIAS PARA DOENÇAS REUMATOLÓGICAS NO SISTEMA PÚBLICO"

PALESTRA "CENTROS DE REFERÊNCIAS PARA DOENÇAS REUMATOLÓGICAS NO SISTEMA PÚBLICO"
Evento realizado em 28 de setembro de 2011.

PALESTRA “HEPATITES”

PALESTRA “HEPATITES”
Evento realizado em 17 de junho de 2011.

Palestra "A Importância do Exercício Físico Para a Qualidade de Vida"

Palestra "A Importância do Exercício Físico Para a Qualidade de Vida"
Evento realizado em 7 de abril de 2011.

1º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2009-2010

Abaixo, fotos do 1º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2009-2010.

Palestra ABRASUS - O que "É" e O que "FAZ"

Palestra ABRASUS - O que "É" e O que "FAZ"
Último evento do 1º Ciclo de Palestras da ABRASUS 2009-2010, realizado em 25 de novembro de 2010.

Palestra "Atribuições da Defensoria Pública da União"

Palestra "Atribuições da Defensoria Pública da União"
Evento realizado em 30 de setembro de 2010.

Palestra "Fumo: As Razões da Abstinência"

Palestra "Fumo: As Razões da Abstinência"
Evento realizado em 5 de agosto de 2010.

Palestra "Proteja-se Contra o Câncer"

Palestra "Proteja-se Contra o Câncer"
Evento realizado em 27 de maio de 2010.

Palestra "Assistência à Saúde Mental Pelo SUS"

Palestra "Assistência à Saúde Mental Pelo SUS"
Evento realizado em 25 de março de 2010.

Palestra "Cuidadores de Idosos"

Palestra "Cuidadores de Idosos"
Evento realizado em 19 de novembro de 2009.

Mais Eventos

Abaixo, fotos de outros eventos realizados pela Abrasus e eventos que contaram com a participação da Entidade.

ABRASUS em nova sede

ABRASUS em nova sede
Evento realizado em 25 de maio de 2009.

Iara Trovão - Presidente à época - apresentando a Associação.

Entrevista com o Vereador Reginaldo Pujol.

Entrevista com Ivo Fortes - Conselheiro Suplente da ABRASUS.

ABRASUS vai a Natal - RN em dez/2008

ABRASUS vai a Natal - RN em dez/2008
Reunião com Associações congêneres no Hospital Psquiátrico Prof. Severino Lopes.

Iara Trovão - Presidente à época - apresentando a Abrasus.

Público que prestigiou o evento.

Dra. Rosane Rempel apresentando o Jurídico da Abrasus.

Presidente do Sindisaúde de Natal comentando sobre o evento.